Dois relatórios alertam para o crescimento da violência contra jornalistas. O primeiro, da Federação Nacional dos Jornalistas, a Fenaj, relata o registro de 208 ocorrências em 2019 contra 135 de 2018, um crescimento de 54%. 121 dos casos de 2019 vieram do próprio presidente da República.

O segundo é o relatório da Comissão Interamericana de Direitos Humanos, ligada à Organização dos Estados Americanos, no documento Corrupção e Direitos Humanos que avalia o impacto da corrupção nos processos democráticos. No texto, a Comissão pede aos países do continente que tomem medidas protetivas ao trabalho jornalístico e à próprio liberdade de expressão.

0

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.