Browsing Category Python

Quer profundidade? Leia as notícias, não apenas assista

What to do about our CNN problem? Don’t watch CNN – a reflexão do jornalista Joel Mathis sobre as mudanças editoriais em curso na rede de notícias CNN é interessante. Para ele, se você deseja ter profundidade em suas perspectivas sobre a realidade não basta apenas ver TV ou se concentrar em redes sociais, é preciso ler sobre cada assunto. Mathis cita estudo do Pew Research Center, de 2020, com indicativos de que quem se informa principalmente por redes sociais é menos engajado e tem menor capacidade de interpretar corretamente informações sobre a pandemia de Covid-19 e temas políticos. Para…

Ler mais

Acompanhe as Eleições de 2022 pelas menções aos candidatos no Twitter

A partir de hoje, torno pública uma ferramenta que, inicialmente, desenvolvi para consumo próprio mas que pode ser útil para outras pessoas: um acompanhamento das menções aos perfis dos quatro principais candidatos à Presidência da República – Ciro Gomes, Jair Bolsonaro, Lula e Simone Tebet – no Twitter. O site é formado por duas páginas, cada uma com especificidades. O grosso dos dados está na página principal, dividida em: um contexto: com um resumo do que aconteceu no dia, com base em uma amostragem de 51 mil menções coletadas diariamente; estatísticas gerais: o volume total do que foi coletado, dividido…

Ler mais

NASA divulga novas imagens de Júpiter

Webb’s Jupiter Images Showcase Auroras, Hazes – A imagem de Júpiter que você vê no post foi divulgada na segunda-feira, 22 de agosto, e é composta por três filtros, o F360M (vermelho), F212N (amarelo e verde) e F150W2 (ciano), do telescópio James Webb. Os detalhes são incríveis, tempestades, auroras, condições extremas de clima, com o planeta envolvido por satélites, anéis (não é só Saturno que tem) e galáxias ao fundo. Jornalismo Guia de Eleições para Repórteres Investigativos: Introdução – é um dos guias mais completos que já vi com dicas e ferramentas para jornalistas investigativos, embora sua utilidade não se…

Ler mais

Dois estudos para o início da campanha de 2022

Às vésperas no início oficial da campanha eleitoral de 2022, recomendo a leitura de dois estudos sobre o uso de redes sociais e plataformas mensageiras no disparo de notícias falsas e radicalização política. O primeiro, do InternetLab, avalia a distribuição de conteúdo em grupos do Telegram, de janeiro a julho de 2022, e chega a conclusões interessantes sobre como o ecossistema funciona. O segundo vem do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Democracia Digital, da Universidade Federal da Bahia, e discorre sobre como algumas redes sociais não têm cumprido com o que foi acordado com o Tribunal Superior Eleitoral…

Ler mais

As regras das redes sociais para anúncios políticos

O Núcleo Jornalismo tem uma ótima lista de regras para anúncios políticos nas principais redes sociais utilizadas no Brasil. Da Meta ao Kwai, você encontra lá todos os limites de cada rede, a maioria, na verdade, proíbe, pelos menos oficialmente. Pesquisa mostra qual rede social é a preferida dos brasileiros para acompanhar a política – segundo a pesquisa “A cara da democracia”, da Pulso, o Facebook é a principal fonte de informações sobre política para os brasileiros, ou 33% dos entrevistados, seguido pelo Instagram (16%), YouTube (12%) e WhatsApp (10%). Ou seja, das quatro principais fontes, três são da Meta….

Ler mais

Até quando?

Ser ou não ser, eis a questão: será mais nobreEm nosso espírito sofrer pedras e flechasCom que a Fortuna, enfurecida, nos alveja,Ou insurgir-nos contra um mar de provocaçõesE em luta pôr-lhes fim? Morrer.. dormir: não mais. Hamlet, Shakespeare Até quando é possível suportar? No final de 2018, já então com 24 anos de jornalismo, 16 deles em redação de jornal e oito em assessorias de comunicação, com foco na comunicação pública em Brasília, o que me deu certa casca grossa para aberrações, para “as flechas com que a Fortuna, enfurecida, nos alveja“, o assassinato de Moa do Katendê, de 63 anos,…

Ler mais